Homepage / soft skill / avaliação de 23 capacidades

DIVISÃO DE CAPACIDADES

AVALIAÇÃO DE
23 CAPACIDADES ESTRATÉGICAS

Avaliação sobre perfis de capacidade escolhidos entre o total de 23 submetidos

As avaliações do “Time-to-Mind” permitem verificar as competências que são os blocos de construção de
qualquer tipo de perfil que garanta o sucesso na profissão e na carreira. São instrumentos fundamentais para os empregados, para si próprios e para os recrutadores.

Fazer uma avaliação não se trata apenas de detectar comportamentos, mas de os relacionar com o objectivo das actividades realizadas no âmbito da própria profissão.

O mapa geral das capacidades relacionadas com o funcionamento do cérebro humano está aqui representado, que pode ser resumido como se segue:

O caminho iniciado na página 'O que são competências transversais', é realizado na definição das 23 competências profissionais do Time to Mind:

Capacidade de decompor fenómenos e situações complexas em elementos essenciais, identificando ligações, semelhanças, diferenças úteis para descobrir e compreender as suas causas.

Orientação, tanto intuitiva como sequencial, para procurar as respostas mais adequadas e eficazes para situações difíceis e questões complexas, tentando caminhos diferentes.

Capacidade de dirigir consistentemente as suas próprias actividades e as dos outros para a realização dos objectivos pretendidos, proporcionando um nível de desempenho consistente com a natureza e a importância desses objectivos.

Capacidade de escolher entre diferentes alternativas com ponderação, lucidez, actualidade, em condições de incerteza, falta de informação, complexidade.

Orientação para formular hipóteses e cenários alternativos, a fim de prever o curso de fenómenos complexos em que está envolvido.

Capacidade de agarrar mudanças nos outros e situações, adaptando o seu próprio comportamento de modo a agarrar oportunidades ou a atingir o objectivo estabelecido.

Orientação para procurar ou aceitar soluções originais e eficazes, a fim de agarrar oportunidades ou para alcançar, individualmente e em grupo, objectivos definidos.

Capacidade de influenciar activamente os acontecimentos, em vez de esperar que estes se ponham em movimento e sejam forçados a segui-los.

Capacidade de predefinir as actividades a realizar num determinado futuro através dos recursos disponíveis, a fim de alcançar um ou mais objectivos em função da variável tempo.

Capacidade de estruturar eficazmente as suas próprias actividades e as dos outros, os recursos possuídos, o tempo disponível para alcançar os resultados esperados.

Capacidade de identificar os pontos essenciais dos fenómenos a fim de verificar os resultados a alcançar, as actividades realizadas, a eficácia das relações a fim de assegurar a correspondência entre as expectativas e as realizações.

Capacidade de se dedicar a uma tarefa sem se desanimar e visando a conclusão esperada.

Capacidade de compreender as percepções, necessidades, atitudes dos outros e de os interjectar de forma construtiva.

Capacidade de apresentar claramente e tornar factos e conceitos simples a qualquer tipo de interlocutor.

Vontade de integrar as suas próprias energias com as dos outros para atingir objectivos.

Capacidade de coordenar várias pessoas que têm de trabalhar em conjunto com base em necessidades comuns, mas não necessariamente sintonizadas, concentrando-se nos processos de comunicação e de relacionamento cruzado, a fim de os orientar para os resultados desejados.

Orientação para procurar e utilizar margens de negociação em todas as situações em que um resultado de qualquer tipo deve ser alcançado em concorrência com outras pessoas ou grupos.

Capacidade de organizar consensos, de obter cooperação e de liderar indivíduos ou um grupo para atingir objectivos definidos.

Desempenho estável em condições difíceis e conflituosas, através de reacções lúcidas e equilibradas.

Capacidade de lidar e controlar situações que dão origem a contrastes e tensões intra-grupos nas relações interpessoais.

Atenção à recolha e estímulo das necessidades dos seus clientes, compreendendo as suas prioridades e fornecendo as respostas mais satisfatórias com um acompanhamento contínuo.

Capacidade de integrar as competências e energias dentro da organização a fim de produzir resultados de valor profissional apreciado.

Capacidade de dirigir, apreciar, crescer e transferir actividades para as pessoas da própria organização.

Exemplo de um perfil clássico composto pelas competências cruciais para ter sucesso numa função de gestão:

AS 14 COMPETÊNCIAS DO GESTOR

Capacidade de decompor fenómenos e situações complexas em elementos essenciais, identificando ligações, semelhanças, diferenças úteis para descobrir e compreender as suas causas.

Orientação, tanto intuitiva como sequencial, para procurar as respostas mais adequadas e eficazes para situações difíceis e questões complexas, tentando caminhos diferentes.

Capacidade de dirigir consistentemente as suas próprias actividades e as dos outros para a realização dos objectivos pretendidos, proporcionando um nível de desempenho consistente com a natureza e a importância desses objectivos.

Capacidade de escolher entre diferentes alternativas com ponderação, lucidez, actualidade, em condições de incerteza, falta de informação, complexidade.

Orientação para formular hipóteses e cenários alternativos, a fim de prever o curso de fenómenos complexos em que está envolvido.

Capacidade de predefinir as actividades a realizar num determinado futuro através dos recursos disponíveis, a fim de alcançar um ou mais objectivos em função da variável tempo.

Capacidade de estruturar eficazmente as suas próprias actividades e as dos outros, os recursos possuídos, o tempo disponível para alcançar os resultados esperados.

Capacidade de identificar os pontos essenciais dos fenómenos a fim de verificar os resultados a alcançar, as actividades realizadas, a eficácia das relações a fim de assegurar a correspondência entre as expectativas e as realizações.

Capacidade de compreender as percepções, necessidades, atitudes dos outros e de os interjectar de forma construtiva.

Capacidade de apresentar claramente e tornar factos e conceitos simples a qualquer tipo de interlocutor.

Orientação para procurar e utilizar margens de negociação em todas as situações em que um resultado de qualquer tipo deve ser alcançado em concorrência com outras pessoas ou grupos.

Capacidade de organizar consensos, de obter cooperação e de liderar indivíduos ou um grupo para atingir objectivos definidos.

Capacidade de lidar e controlar situações que dão origem a contrastes e tensões intra-grupos nas relações interpessoais.

Time to Mind SA © 2022 – Site desenvolvido por Clublab plus Sagl